P.S. O artigo final. E o editorial, “Somos todos cúmplices” – muito bem dito.